CIDADES ÁLCOOL E VELOCIDADE

Pará teve 1.865 colisões de veículos contra postes em 2021, veja

Considerando que em 2020 foram registrados 3.125 acidentes, os números tiveram uma queda.

Por Portal do Carlos Baía

07/01/2022 às 08:00:00 - Atualizado há
Oswaldo Forte/Arquivo | O Liberal

A imprudência no trânsito parece ter dado uma trégua em 2021, porém, ainda foi responsável por 1.865 acidentes com postes no Pará, registrados de janeiro a dezembro, de acordo com um levantamento feito pela Equatorial Energia Pará. Considerando que em 2020 foram registrados 3.125 acidentes, os números tiveram uma queda.


Os três municípios que mais contabilizaram colisões foram Belém, com 186 registros, Santarém, com 123, e Parauapebas com 97. Além disso, outras cidades registraram números preocupantes como Redenção, no sudeste paraense, que teve 73 colisões, Marabá e Xinguara com 52, e Altamira, na região do Xingu, com 48. A região nordeste, Castanhal teve 27 e Paragominas 23 acidentes.

Os acidentes podem acontecer por diversos fatores, como: excesso de velocidade, más condições das vias, estado de embriaguez do motorista, sonolência do condutor, falhas mecânicas, e até mesmo pela utilização de celular enquanto dirige, seja para responder mensagens ou atender ligações.


Os números, ainda altos, preocupam a Equatorial Energia Pará que tem alertado os motoristas sobre os perigos e riscos com a rede elétrica. Por consequência do impacto da batida, além dos ferimentos sérios aos ocupantes dos veículos – e acidentes com vítima fatal – podem ocorrer falta de energia nas residências e comércios.

De acordo com o Gerente de Manutenção e Obras da Equatorial Pará, Manoel Romeiro, os danos causados pela colisão no poste de rede elétrica podem ocasionar acidentes maiores, envolvendo choque elétricos e incêndios.

"Na maioria das colisões, ocorre a destruição da estrutura do poste. Isso pode derrubar os cabos energizados em cima do veículo e causar descargas elétricas nos ocupantes. Em outras situações o contato dos cabos energizados com o veículo pode provocar incêndios", explica Romeiro.


ORIENTAÇÕES

Quando ocorrer a batida de um veículo contra um poste e a rede elétrica for danificada, há algumas medidas de segurança para serem seguidas e evitar acidentes maiores. Romeiro destaca que ninguém deve se aproximar de fios e cabos partidos ou caídos e que não toquem em pessoas ou objetos que estejam em contato com a rede elétrica.

"Em caso de ocorrências dessa natureza, que envolvam a rede elétrica, a recomendação é que a população entre em contato por meio da Central de atendimento através do 0800 091 01 96, e informe o local com ponto de referência", orienta Manoel.


Caso a vítima esteja dentro de um veículo e o cabo cair e permanecer sobre ele, deve-se acionar e aguardar socorro do Corpo de Bombeiros. É preciso permanecer dentro do veículo e não pegar na parte metálica, já que pode ocorrer condução de corrente através dos pneus.

PREJUÍZOS

Quando há quebra da estrutura e rompimento de fiação, o custo mínimo de material e serviço é superior a R$ 4 mil. De acordo com o Artigo 927 do Código Civil, quem, por ato ilícito, causar danos a terceiros, fica obrigado a repará-lo. Dessa forma, o valor total dos reparos e os danos aos clientes devem ser pagos pelo motorista que podem ser acionados judicialmente.


Para evitar maiores transtornos a Equatorial Energia Pará desenvolve ações educativas e constrói defensas no entorno de postes em rotas consideradas perigosas, que têm como objetivo amortecer o impacto da colisão dos veículos em acidentes, ajudando a preservar a vida das pessoas.

Ouça o que diz Marcelo Costa, Executivo do Centro de Operações da Equatorial Pará:

Fonte: ASCOM | EQUATORIAL/PA
Comunicar erro
Portal do Carlos Baía

© 2022 Portal do Carlos Baía
(91)986005813

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

Portal do Carlos Baía